Entenda a importância da segurança de dados para análise de crédito

6 minutos para ler

Um conceito bastante importante na atualidade é a segurança da informação. Isso porque os avanços na área de comunicação e tratamento de dados potencializou o uso de conteúdos públicos e particulares, fazendo com que a proteção de informações se torne algo essencial nas empresas. Vale ressaltar que a segurança de dados, na prática, é o conjunto de ações e procedimentos que visa proteger conteúdos de acordo ao seu grau de importância

Isso pode ser feito tanto para um indivíduo específico como para uma corporação. Essa medida não se restringe a apenas sistemas comunicacionais, já que engloba todos os aspectos de proteção de dados pessoais. Sendo assim, estão presentes atributos, como confiabilidade, integridade, autenticidade e disponibilidade. Nesse sentido, esse tema também se faz bastante necessário para os procedimentos de análise de crédito.

Caso você não tenha noção sobre isso, fizemos este conteúdo contendo as principais informações sobre o tema.

Confira agora mesmo!

Qual a importância da segurança de dados para a análise de crédito?

Veja, agora, alguns pontos que atestam a importância da segurança de dados para a análise de crédito!

Redução do risco de inadimplência

Um dos principais problemas que prejudicam a rentabilidade de uma empresa de créditos é a alta incidência de inadimplência. Quando os gestores não sabem como lidar com essa situação, o setor financeiro acaba por ser prejudicado, devido à baixa arrecadação. Para evitar isso, uma das medidas é fazer a análise de crédito. 

Por meio dela, consegue-se averiguar os registros no CPF e CNPJ do consumidor, bem como consultar o score de crédito e possíveis protestos em cartório, por exemplo. Com isso, torna-se mais seguro fazer uma negociação de empréstimo com um cliente novo. Vale ressaltar que a segurança dos dados dos clientes precisa ser um tema bastante trabalhado, para que não haja problemas, como o vazamento de informações sobre consumidores

Garantia de um fluxo de caixa sustentável

É fato que, ao fazer o estudo minucioso acerca do perfil do cliente e, com isso, evitar a inadimplência, você é capaz de manter a saúde financeira do negócio. Com baixas taxas de inadimplentes, sua empresa consegue manter as atividades de empréstimos, preservando a lucratividade do negócio. 

Segurança nas negociações

Muitas vezes, o que impede um negócio de crescer economicamente não são os problemas administrativos da empresa, mas os entraves gerados na arrecadação financeira das suas negociações. Isso pode ser evitado por meio da avaliação criteriosa e do tratamento dos dados do consumidor. Ao fazer esse estudo, é possível tomar decisões acertadas sobre um determinado empréstimo e reduzir os riscos de endividamento.

Aumento da competitividade e da credibilidade no mercado

Quando falamos na segurança dos dados, temos um tema que representa, na atualidade, bastante significado e importância no mercado. Sendo assim, é fundamental que sua empresa esteja alinhada às normas e as condições legais de tratamento de dados dos clientes. Ao demonstrar ao consumidor que seu negócio prioriza a transparência e o respeito aos direitos de tratamento de informações, é possível melhorar a credibilidade e a competitividade no mercado.

Proteção das finanças do cliente

Normalmente, pensamos que a análise e o estudo de dados do cliente tem como objetivo proteger apenas a empresa. No entanto, essa medida também afeta o cliente. Isso porque há casos nos quais o próprio consumidor não tem noção sobre a sua capacidade financeira e acaba por se precipitar ao fazer negociações de empréstimos. Nessa situação, é fundamental que a empresa saiba identificar as garantias de pagamento do cliente e efetuar a decisão mais adequada. 

O que mudou na análise de crédito com a LGPD?

Antes de mais nada, é fundamental ressaltarmos o que é a LGPD. A Lei Geral de Proteção de Dados é um importante meio regulamentador que garante princípios, direitos e deveres quanto ao tratamento de dados pessoais. Assim, seu principal objetivo é estabelecer a transparência aos titulares por meio de direitos específicos, além de detalhar bem quais as situações e de que maneira suas informações pessoais podem ser usadas. Desse modo, podemos observar alguns princípios, como:

  • finalidade das ações de tratamento;
  • adequação aos direitos e as exigências do titular;
  • transparência e confiabilidade;
  • prevenção de danos;
  • segurança da informação.

Como a LGPD impacta a análise de crédito?

A princípio, vale salientar que, no processo de análise de crédito, o rigor para fundamentar a integridade e a confiabilidade dos dados deve ser ainda mais expressivo. Isso porque necessita-se inibir o uso indiscriminado de dados de terceiros, que podem ser alcançados em diferentes fontes. 

Sendo assim, nessa atividade, é indispensável a autorização do titular das informações para o preenchimento de cadastro positivo e scores de crédito. Além do mais, as ferramentas de tratamento de dados e dispositivos de gestão informacional devem estar sempre protegidos, para que não haja o vazamento e o uso inapropriado dos dados pessoais. 

Como as empresas podem se adaptar à LGPD?

Esse processo pode ser implementado de forma segura e responsável. Ao pôr em prática as normas estabelecidas pela LGPD, sua empresa estará apta a prestar serviços ao mercado. Vale ressaltar que é muito importante demonstrar aos consumidores e a todo o seu público-alvo que seu negócio aderiu às regulamentações, o que pode ser feito por meio de avisos e notificações.

Na parte prática, sua equipe de atendimento deve receber treinamentos adequados para lidar com o cenário proposto pela LGPD. Ou seja, os colaboradores devem estar aptos a tratar os dados seguindo as regras e os limites normativos. Além de colocar em prática princípios como transparência e segurança das informações. Também, caso sua empresa ainda conte com suporte e ferramentas de gestão antigas, será necessário atualizar os seus recursos.

Isso porque muitas funções de tratamento de dados exigirão ferramentas tecnológicas mais avançadas, para garantir a segurança e a funcionalidade dos processos. Podemos citar, por exemplo, softwares de gestão que são capazes de fazer diversas tarefas de gerenciamento de fluxo de informações de forma eficiente e segura.

Portanto, essas foram as principais informações acerca da importância da segurança dos dados para a análise de crédito. Percebe-se que, com a chegada da LGPD, houve uma mudança expressiva no tratamento dos dados, o que exige maior cuidado e responsabilidade das empresas

Gostou do artigo e quer saber mais sobre conteúdos e apoio à gestão empresarial? Então, entre em contato conosco e converse com um de nossos consultores!

Você também pode gostar

Deixe um comentário