Como está a saúde financeira da sua empresa?

É relativamente fácil determinar se sua empresa está indo bem. Você está no azul todos os meses, consegue quitar sua folha de pagamento e paga todas as contas e despesas mensais. Mas há níveis ou diferenças perceptíveis que indicam, de modo confiável, uma boa solidez financeira? Ou há modos de determinar o grau de desempenho acima do padrão?

Há muitas maneiras de fazer isso, algumas das quais talvez sejam mais adequadas para a empresa do que outras. Com isso em mente, vamos analisar alguns sinais de que sua empresa tem uma boa saúde financeira.

Analise continuamente seu lucro líquido

A melhor medida da saúde financeira de sua empresa tomará como referência o lucro líquido, que é o montante alcançado após subtração das despesas — operacionais ou não —, abrangendo a carga tributária à qual sua organização está submetida. Se o resultado for positivo e bastante satisfatório para remunerar os sócios e reinvestir no negócio, é sinal de que a saúde financeira está em ótima situação.

Entretanto, sempre é possível repensar os gastos operacionais e as variações de tributos, por exemplo, com o intuito de buscar a redução de suas despesas. Vale fazer uma análise periódica desses fatores também.

Estabeleça um fundo de emergência

Alguns gestores não dão atenção para esta precaução, mas ela pode ser conveniente para tempos de vacas magras e apertos financeiros inesperados. O ideal é ter liquidez para, pelo menos, três meses de despesas. Logo, guarde recursos em um fundo de renda fixa ou de liquidez imediata, a fim de ter uma reserva em circunstâncias críticas de queda nas vendas ou outros problemas emergenciais, até que as coisas melhorem, sem afetar a sua operação.

Faça um bom planejamento financeiro

É importante que o gestor encontre maneiras de acabar rapidamente com as dívidas, mas sem ficar dependente dos créditos bancários. É essencial apurar o montante certo de recursos que é necessário para manter a saúde financeira de seu negócio, atualizando seus dados contábeis e econômicos, tendo bastante cuidado com as contas a receber, as obrigações e a formação de seu capital de giro.

E a inadimplência também é um fator que derruba a balança do controle financeiro. Quer acabar com esse problema? Nos contate, temos conhecimento em Crédito e Cobrança e podemos te oferecer ferramentas do SPC Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s