Inovação para o varejo

4 minutos para ler

Como se destacar, cativar o consumidor e vender bem sempre?

Esse papo de que o consumidor está mais exigente e informado não é novidade. Agora, a regra é se reinventar, unindo tecnologia às lojas físicas para agregar novas experiências. Enfim, inovar para conquistar, fidelizar e aumentar o faturamento.

No Brasil, muitos varejistas já têm modernizado seus negócios para atender esse novo público – caso de livrarias, farmácias, lojas de moda, alguns supermercados e até sites especializados.

Veja algumas dicas de tendências de inovação que é possível aplicar em qualquer negócio:

1 – Reinvenção

É hora de repensar o seu negócio. A reinvenção em vários segmentos pode servir para melhorar o relacionamento com o cliente e fidelizá-lo.

Livrarias podem ser grandes exemplos: muitas deixaram de ser apenas um comércio de livros para virarem pontos de encontro e informação. Desta forma, elas reinventaram a experiência de compra, conseguiram agregar valor e acabaram tornando-se uma espécie de ‘templo de experiências’ para o cliente.

2 – Customização

É o jeito de oferecer produtos únicos para o consumidor.  Além da customização de produtos, é possível também customizar ofertas, em que o próprio cliente pode receber descontos de acordo com o seu perfil.

3 – Experiência do consumidor

É necessário criar novas formas de mudar conceitos da experiência do cliente. Ao invés de somente vender determinado produto, porque não criar um ambiente visual e emocional, com um serviço personalizado de acordo com cada cliente? Ou agregar a possibilidade do cliente viver uma experiência diferente no local de venda, em que ele possa experimentar e testar produtos?

Todos os modelos de varejo que puderem trazer para sua essência o componente de experiência certamente vão crescer.

4 – Online e Offline

É a migração de experiências das lojas originais de o varejo físico para o virtual. Os grandes espaços das lojas de departamento podem dar lugar a lojas físicas menores, onde é possível visualizar e experimentar amostras de produtos.

Apenas uma parte do mix de produtos fica disponível para os clientes na loja física. No entanto, dentro do estabelecimento o cliente tem acesso a um grande acervo online, que conta com o mix completo de artigos em todas as seções – como uma prateleira digital em tela grande. Os pedidos podem ser realizados via tablets e smarphones e as lojas têm wi-fi grátis.

A vantagem é que a loja física geralmente é restrita ao seu estoque, e ampliando as opções de compras via online é possível diminuir o tamanho do estoque, ou seja, inovação com riscos menores.

5 – Curadoria

Neste caso a loja pode expor seus produtos em uma espécie de showroom online ou offline, que mostra tendências e são organizados de acordo com o que entendem ser o estilo de vida dos clientes de cada marca.

Essa tendência remete a um cuidado maior na seleção, pois o objetivo é montar um sortimento que atenda ao gosto de quem será atendido. A curadoria é uma evolução do processo de escolha do cliente, pois diferencia cada item.

6 – Intervenções tecnológicas

A tecnologia, por si só, não é uma inovação. Na verdade, inovadoras são as possibilidades que ela cria. Como por exemplo a criação de um showroom digital, catálogos virtuais e visibilidade do estoque em tempo real na loja.

Outra possibilidade é utilizar a realidade aumentada para permitir quer o cliente use o seu smartphone na loja física para navegar online e realizar suas compras.

7 – Hyperlocal

Imagine poder comprar produtos verdes e frescos 365 dias no ano, perto da sua casa, em um supermercado integrado a uma fazenda local, ou com alimentos fornecidos diretamente por pequenos produtores que ficam a poucos quilômetros da loja.

O hyperlocal, uma tendência do varejo, já é prática comum em redes norte-americanas, em que além de frescos, os produtos são sustentáveis e despertam o interesse dos clientes que consomem, além de dar um senso de comunidade local.

8 – Mídias sociais

Um dos mais recentes desenvolvimentos para mudar o mundo do varejo são as mídias sociais. Ao longo da última década, sites como Facebook, Twitter e Pinterest transformaram a maneira como os consumidores se comunicam com os comerciantes e como pesquisam o que querem comprar. Mais de 40% dos consumidores usam redes sociais para recomendar produtos. Além de influenciar as decisões de compra dos consumidores, as redes sociais oferecem aos varejistas a oportunidade de levantar opiniões sobre seus novos produtos e serviços.

Fonte: https://www.dcomercio.com.br

 

Você também pode gostar

4 thoughts on “Inovação para o varejo

  1. Acho a inovação fantástica, especialmente a customização e a experiência do consumidor na hora da compra. No meu negócio de ar condicionado eu acredito que cheguei a um processo bem interessante pois consigo gerar uma personalização para o cliente que não vejo meus concorrentes oferecerem, mesmo nós apresentando o mesmo produto de climatização.
    Pretendo agora “invadir” as mídias sociais, mas tenho pensado como. Alguma dica?

    1. Olá Carlos Albuquerque, você precisa se relacionar com seus clientes e futuros clientes sim. Nossa dica é que você se torne referência no seu negócio, compartilhe conteúdos que envolvam assuntos do seu produto, dicas especiais para os teus clientes e mais adiante segmente e personalize a comunicação com seus seguidores. Continue acompanhando aqui que sempre temos dicas de relacionamento, enquanto isso, leia nosso post sobre como você pode usar o Marketing Digital: https://blog.cdlcaxias.com.br/2017/05/15/beneficios-de-pequenas-e-medias-empresas-investir-em-marketing-digital/
      Boas vendas! Um abraço!

  2. A lot of thanks for all your efforts on this site. Gloria enjoys doing investigation and it’s easy to understand why. Almost all know all concerning the dynamic means you deliver great items on the web blog and as well encourage contribution from other people on that concept plus our daughter is actually being taught a lot. Have fun with the remaining portion of the new year. You’re the one conducting a glorious job.

Deixe um comentário