Entenda (e evite) 4 ações que podem matar sua venda

Preparamos uma lista de 4 práticas que podem acabar com a sua venda. Leia e evite-as!

Atender mal

Um cliente que foi mal atendido vai demorar muito tempo para esquecer – e, provavelmente, nunca mais retornará à loja. Não tratar bem o cliente causa uma péssima impressão para a marca toda. Mas não é só isso: quando uma marca não se preocupa em resolver um eventual problema do produto ou serviço, não fica à disposição após a venda, ela também está atendendo mal o cliente. Esteja aberto ao seu cliente, aproxime-se dele, mesmo quando ele não está na loja. Saiba como lendo novamente nosso texto sobre proximidade em todas as épocas do ano, clicando aqui.

Não dar atenção ao cliente

Muitos consumidores desistem de comprar por entrarem na loja e não receberem um “Olá”, “posso ajudá-lo” ou um simples olhar. Além disso, é preciso dar atenção inclusive ao cliente que entra dizendo que está apenas “dando uma olhada”, pois em muitos casos, e com a estratégia correta do vendedor, esse cliente acaba saindo da loja com uma compra em mãos.

Não ouvir o que o cliente está dizendo (e o que ele não está dizendo também)

O cliente entra na loja com uma necessidade, ou pedindo uma sugestão. Escute com atenção o que ele tem a dizer. Mais do que isso, tente compreender como você pode ajudá-lo além do que ele está pedindo. Ele entrou procurando uma toalha de banho, por exemplo. Talvez você consiga com que ele saia com a toalha de banho, mais a de rosto e mais um tapetinho para o banheiro que você o lembrou que ele estava precisando.

Existem também outras formas de ouvir o que o cliente tem a dizer. Leia aqui.

Não estar preparado para as objeções do cliente

Quem trabalha com vendas ouve muitos nãos, e o segredo está justamente em conseguir driblar essas negações e objeções e fazer o cliente ver que talvez ele possa mesmo dizer sim (sem ser aquele vendedor chato e insistente, claro). Quando um cliente reclama do preço de uma camisa, por exemplo, o vendedor pode justificar o valor na qualidade do tecido, na estampa que é tendência, na marca da peça, etc. Convencê-lo de que ele está fazendo um investimento em uma peça de qualidade. O que não pode é sossegar com o não logo de cara.

E aí, o que acharam dessas colocações? Envie sua opinião aqui nos comentários 😉

Publicado por

marketingcdl

A CDL Caxias é a maior entidade do movimento lojista do Rio Grande do Sul e a está entre as maiores do Brasil em número de associados. É afiliada à CNDL – Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas que congrega 1600 CDL´s e 600 associações comerciais, reunindo 2.200 mil entidades no Brasil e 800 mil pontos de vendas e à FCDL – Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul que reúne 152 CDL´s, 20 associações comerciais e 40 mil pontos de vendas no Estado. O trabalho sério desenvolvido pelos 30 presidentes que já atuaram na entidade ao longo destes 50 anos, diretores e profissionais que participaram da CDL Caxias é respaldado pelas muitas conquistas que a entidade obteve. Uma das mais importantes veio no ano final de 2005, quando a entidade, entre todas as CDLs do país, ganhou o 1º lugar na Categoria Serviços aos Associados na 46ª Convenção Nacional do Comércio Lojista, realizada em Maceió, Alagoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s