Saiba como criar um funil de vendas para empresas pequenas


Quando você usa a técnica do funil de vendas, é possível vender mais sem precisar correr atrás de clientes. O objetivo do funil é fazer com que os clientes encontrem você e não o contrário. Antes, uma breve explicação sobre o que exatamente é um funil de vendas.

Muitos acham mais fácil compreendê-lo se imaginarem, de fato, um funil. A parte de cima, a maior, representa as pessoas que você atrai; no meio, a parte das conversões; e no final, o fechamento.

Como o proprietário de uma pequena empresa pode usar esse “funil” para vender mais? Digamos que sua empresa é de roupas infantis. Primeiro, é recomendado criar um conteúdo bem interessante que faça com que o seu público-alvo (mães e pais) notem a sua empresa.

Use as suas redes sociais para divulgar conteúdos relacionados às crianças, que possam interessar ao seu público. Ao atrair a atenção (o que você só consegue realmente com conteúdo de qualidade), o indicado é solicitar uma forma de contatar esse possível cliente (por exemplo: “Gostaria de ler mais conteúdos assim? Deixe-nos o seu email”.)

Neste envio de emails, você segue alimentando este público (agora mais segmentado, pois é o que de fato se cadastrou para receber seus materiais) com conteúdos bacanas. Agora você já está melhor do que antes, quando tinha apenas uma ideia do seu público. Com os contatos, você tem como falar com eles sobre o seu produto! Mas calma. Não encha os seus cadastrados com emails e mensagens comerciais. Siga provendo a eles conteúdo relevante, e, mais adiante, na terceira fase (a parte lá de baixo do funil), apresente o seu produto, no caso citado, as suas roupas infantis.

Por exemplo: seu conteúdo falava da “importância de proteger as crianças do frio para evitar resfriados e outras doenças”, o que abre a janela perfeita para você, lá na frente, oferecer as suas jaquetas térmicas. Lembre-se que conteúdo e produto precisam casar.

Vejam o quanto é importante, nesse processo, conhecer o seu público-alvo, saber quem você quer alcançar. Além de, é claro, possuir uma página de Face e Instagram –  com a ajuda de impulsionamento, que vão te fazer chegar no possível público que depois virá entrar em contato com você. Se for possível ao seu negócio, o ideal é possuir também um site e blog e utilizar o envio de emails marketing.

É preciso organização e disciplina para fazer isso. Não adianta lançar um conteúdo na semana e nunca mais aparecer. Com o planejamento correto, é possível ter bons resultados nas vendas e aumentar, cada vez mais, a sua possível clientela, além de tornar-se uma referência não apenas de venda, mas de conteúdo.

Leia também nossas dicas de como trabalhar nas redes sociais:

10 dicas para o Instagram da sua empresa

7 coisas para não fazer no Facebook da sua empresa

Deixe uma resposta