Atitudes que levam um empreendedor à falência

Separamos uma lista de “nãos” que costumam estar associados à falência de empresas, sejam elas grandes, médias ou pequenas. Fique atento às atitudes que podem estar colocando em risco o seu negócio.

Não ter organização: abrir o fluxo de caixa apenas uma vez por semana (ou pior, não ter um fluxo de caixa!), anotar as demandas e pedidos em diferentes locais, perder documentos, não saber onde estão papéis importantes da empresa… enfim, a lista de desorganizações é infinita. E perigosa! Coloque a empresa em ordem.

Não ter controle: não estar ciente dos números da empresa, de como andam as entregas, o faturamento, entre outros dados, é também uma péssima conduta para um empreendedor. Você precisa saber de tudo (na medida do possível) o que acontece no seu negócio.

Não ir atrás do cliente: esperar que ele bata na sua porta é um erro grave. Ainda mais nos dias atuais! É preciso encontrar o seu cliente, saber do que ele gosta, onde ele está… comunicar-se com ele e trazê-lo à sua loja ou fazê-lo se interessar pelo seu serviço.

Não planejar: deixar as coisas acontecerem pode ser um bom lema de vida, mas definitivamente não se aplica ao profissional. Planejamento é essencial para crescer.

Não mudar: fazer as coisas exatamente como sempre foram feitas – fuja disso! Sempre que perceber uma oportunidade de mudar positivamente, não tenha medo.

Não se atualizar: o mercado muda, novos profissionais chegam, novos concorrentes surgem. Para lidar com tudo isso, a única saída, além de prestar um excelente serviço ou vender um ótimo produto, é se atualizando e aprendendo mais.

Não ter foco: tentar fazer várias coisas ao mesmo tempo. Normalmente, o empreendedor que tem várias ideias, mas zero foco, não vai a lugar nenhum. Claro que é bom ter ideias e projetos diferentes, mas vale também estar sempre ciente de o que é o mais importante naquele momento da empresa – e focar para melhorar isso.

Vamos evitar os probleminhas acima? Caso queira uma “maozinha” para ver sobre um dos pontos agravantes de uma empresa, a inadimplência, podemos te ajudar. Entre em contato com os consultores especializados da CDL aqui.

Deixe uma resposta