O seu cérebro pode estar atrapalhando suas vendas

Sabe aquele dia que “seria melhor ter ficado em casa”? Você acorda atrasado em uma manhã chuvosa; esquece a chave; volta para buscar; chega ao trabalho e tudo, absolutamente, parece conspirar contra você… A “culpa” pode ser do seu cérebro. E não saber controlar seus pensamentos pode mesmo fazer tudo “ir de mal a pior”.

A crise, a não-venda, a meta não alcançada e a frustração podem puxar para baixo o seu humor, a sua performance como vendedor e, consequentemente, as vendas. É o que defende Sonja Lyubomirsky, um dos nomes mais respeitados da psicologia. É científico: a mente humana é formada por conexões criadas pela repetição de um tipo de pensamento: se eles forem negativos, farão todo o sistema trabalhar para que os resultados também sejam.

É preciso estar atento a como o seu cérebro se deixa levar pelo exterior e trabalhar para colocá-lo no rumo certo. Porque o ambiente pode estimular os poderosos pensamentos negativos: segundas-feiras, chuva, um cliente difícil, o mau humor de alguém… Muitas vezes, um simples momento ruim é gatilho para levar o dia inteiro por água abaixo. Já falamos aqui sobre como usar gatilhos mentais para vender mais. Se o tempo feio lá fora o faz pensar “hoje não será bom para as vendas”, logo outros pensamentos similares inundam seu cérebro e a ramificação pessimista eleva-se em alarmantes 52%!

A solução é aprender usar as “alavancas emocionais”. Elas funcionam como barreiras ao pensamento negativo. A ideia é, diante de cada frustração buscar imediatamente uma rota alternativa para seguir em frente no seu objetivo.

Se você pensa que é difícil vender para o seu segmento, elenque formas de fazer isso que ainda ninguém fez. Se, ao final do dia, seu resultado foi baixo, liste o que foi positivo: isso será a base do planejamento do seu próximo dia e dará mais chances de ele ser melhor. Se você se sente desvalorizado pelo seu chefe, faça com que os seus talentos individuais, ainda que ignorados por ele, tragam benefícios para você.

Boas vendas!

Deixe uma resposta