Falar pessoalmente é 34 vezes mais eficiente do que enviar um e-mail, diz estudo

Para refletir: você costuma ter mais resultados com conversas cara a cara ou com emails e WhatsApp? Tanto na vida pessoal quanto nos negócios, o “falar pessoalmente” costuma ser muito mais positivo.

E isso agora é comprovado por meio de uma pesquisa. Um estudo conjunto das universidades de Waterloo, no Canadá, e Cornell, em Nova Iorque, publicado no Journal of Experimental Social Psychology, recomenda o método do “olho no olho” para solicitar algo ou convencer alguém.

A pesquisa mostrou que falar pessoalmente não é apenas melhor, mas sim 34 vezes mais eficiente do que enviar um e-mail com o mesmo pedido ou argumento.

O experimento usou a seguinte técnica: os participantes deveriam solicitar algo a dez pessoas que não conheciam, metade pessoalmente e metade por e-mail. Uma das justificativas para que os resultados fossem muito melhores nas interações que ocorreram pessoalmente, segundo os autores, é que na conversa cara a cara as atitudes não verbais (a postura e a expressão de sinceridade, por exemplo) também podem ajudar na credibilidade do pedido e influenciar o interlocutor. Basta pensar na última vez que você precisou convencer alguém de algo. Não foi mais fácil fazê-lo pessoalmente?

Sim, os emails e as outras ferramentas, como o WhatsApp, nos trouxeram muita comodidade e rapidez. E você deve usá-las em seu dia a dia. Mas até hoje, não podemos esquecer de que nada é melhor do que uma boa interação pessoal. Seja você dono de uma loja, diretor de uma empresa de serviços ou atendente no comércio, lembre-se dessas informações na hora de se comunicar com seu cliente. Confie na ciência e aposte na conversa (e na simpatia, claro!) para conquistá-lo e ter mais sucesso nas suas negociações.

Boa sorte!

Deixe uma resposta