Linhas de crédito para empresas: tire as principais dúvidas

Selecionamos as questões mais comuns quando se trata de linhas de crédito para ajudar a investir na sua pequena empresa. Confira:

Como encontrar a melhor linha de crédito para empresas?

Pesquise bem, leia, informe-se, converse com outros empresários e pesquise a melhor instituição financeira para o seu caso. Nem sempre o banco que a sua empresa tem conta e que normalmente negocia é a melhor opção. Não esqueça de analisar prazos, limites, taxas de juros, entre outros elementos que impactam o valor final do empréstimo.

Quais as vantagens e as desvantagens do empréstimo?

A principal vantagem é poder contar com uma reserva para superar desafios e imprevistos da empresa. Mas é claro que, por outro lado, empréstimos envolvem um grande cuidado financeiro para pagar as parcelas acordadas. É preciso bastante planejamento antes de solicitar o crédito.

Como conseguir crédito para capital de giro?

Nem todas as empresas têm condições de criar uma reserva financeira para capital de giro. É possível recorrer a algumas soluções para reverter essa situação, como os programas do Governo Federal que disponibilizam linhas de crédito para esse fim, sobretudo para pequenos e microempresários, além de

empréstimos de bancos privados que contam com crédito para capital de giro ou empréstimos com bancos estatais, como o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) e instituições próprias dos estados que contam com esse tipo de financiamento.

Quando contratar o empréstimo empresarial?

Já que envolve o pagamento de juros, a contratação de um empréstimo só deve ser realizada quando a empresa realmente precisar! Se você precisa de capital imediato, o empréstimo é uma opção a ser cogitada.

Minha empresa está em uma sala alugada. O banco pode conceder financiamento mesmo assim?

Sim. Dificilmente, os bancos fazem restrição quanto a isso. As restrições acontecem para empresas em imóveis que não estão regularizados.

Como funciona o financiamento de veículos para o meu negócio?

Veículos utilitários, além de caminhões, novos ou usados (geralmente com no máximo cinco anos de uso), podem ser financiados. É necessário comprovar a utilização do veículo nas atividades do empreendimento financiado.

Pessoas físicas, artesãos, autônomos possuem opções de linhas de crédito?

Sim, possuem. As linhas das instituições de microcrédito, o Programa de Geração de Emprego e Renda (Proger) e os Fundos Constitucionais (para os estados beneficiados) são as mais utilizadas.

E exportação dos produtos e serviços dos pequenos negócios? Existe financiamento para isso?

Sim. Existem linhas de crédito e bancos especializados para isso, autorizadas pelo Banco Central a contratar financiamentos para serviços de exportação e importação.

O banco dá prazo de carência?

Conforme o site do Sebrae, para capital de giro, a carência geralmente é menor do que para financiamento de investimentos fixos e mistos. Para financiamentos de longo prazo, a carência é, em média, de seis a 12 meses, mas pode ser maior. Durante o período de carência a empresa não amortiza o empréstimo, mas paga em parte ou integralmente os encargos do financiamento. Neste período, apesar de não ser cobrada a prestação integral, o financiamento sofre a incidência normal da taxa de juros, o que aumenta o saldo devedor da operação.

Esperamos que essas questões tenham te esclarecido mais sobre o assunto. Tem algo a comentar? Fique à vontade para nos escrever!

Deixe uma resposta