Plano de negócios: por que você precisa ter um

Muitas dificuldades e imprevistos que os empreendedores enfrentam poderiam ter sido evitadas — ou amenizadas — se tivesse existido um plano de negócios.

Vários empresários pulam essa etapa, que é tão essencial para que o negócio tome forma da maneira imaginada. Trata-se de um documento onde serão descritos os objetivos do negócio e todos os passos que serão dados até esses objetivos serem alcançados. Ali, nesse documento, a ideia principal, segundo define o Sebrae, “é restringir seus erros no papel, ao invés de cometê-los no mercado”.  O planejamento, é claro, não elimina os riscos, mas evita que os erros sejam cometidos pela falta de análise e diminui as incertezas do negócio proposto.

Em alguns casos, inclusive, o plano de negócios vai servir para mostrar ao futuro empreendedor se o negócio é viável ou não. Se não for, vai evitar que o profissional, lá na frente, depois de ter investido dinheiro e tempo, acabe fechando o empreendimento porque ele não se sustenta como o imaginado.

O plano de negócios pode também indicar algumas mudanças: não será possível ter o empreendimento que você imaginou, por uma série de razões, que o estudo vai mostrar, mas ele pode existir, de outra forma.

Ainda não se convenceu de que o plano de negócio é importante para a empresa? Te damos mais benefícios: ele ajuda a organizar as ideias, dá uma visão melhor dos números e das estratégias da empresa, facilita a comunicação entre sócios e funcionários (e até mesmo com clientes) e ajuda na previsão de captação de recursos e de gastos.

Dica final: o plano de negócios é importante tanto para quem está abrindo o negócio novo quanto para quem está ampliando ou passando por mudanças no seu empreendimento já existente. Então se na abertura da empresa você também pulou essa fase, ainda dá tempo de consertar isso.

O site do Sebrae é uma fonte confiável com boas dicas para criação do plano de negócios por conta própria. Confira aqui: https://bit.ly/2G5BU4B

Deixe uma resposta