Casamento intimista: a tendência que ganha novos adeptos a cada ano

Se cada casal é diferente, por que todos os casamentos precisam ser iguais?

Casamentos que saem do tradicional estão ganhando cada vez mais espaço entre os noivos. Eles não querem celebração na igreja e festa para muitos convidados, e, em vez disso, estão optando por tendências como o casamento a dois (literalmente, apenas com o ministrante e mais os dois que decidiram se casar) ou então o mini wedding (com poucos convidados para que os noivos possam dar mais atenção a cada um deles).

O público que tem procurado essas celebrações entende que não é preciso um gasto astronômico para que a data seja celebrada. Prefere personalizá-la de acordo com o que tem vontade (e não com o que espera que seja feito) e ter como lema o “menos é mais”.

Mesmo com um casamento de menor porte, vários detalhes precisam ser considerados e decididos, como o local, o convite, o celebrante, a decoração, comida e outros aspectos da festa, se houver, além do traje dos noivos. Por menor que seja o casamento, um bom fotógrafo também sempre pode ser considerado para eternizar o momento (e é recomendável reservá-lo com antecedência).

O mais interessante do casamento intimista é poder realizá-lo apenas com as pessoas que realmente significam muito para o casal – que tem a certeza de que mesmo com um casamento simples, vai poder fazer o que realmente importa na ocasião: celebrar o amor.

Casamento em Las Vegas: quando os filmes inspiram a vida

Las Vegas, nos Estados Unidos, tem sido destino de muitos casais brasileiros para realizar o casamento (ou então a celebração de renovação de votos). Há diversas empresas e profissionais de brasileiros que vivem em Las Vegas e que se especializaram apenas em atender os conterrâneos que vão até os Estados Unidos se casar (tamanha a quantidade de casais que faz isso).

Quem sonha em se casar na cidade, não precisa se preocupar em planejar o casamento com tanta antecedência quanto um casamento tradicional no Brasil. As maiores demandas de organização (e o maior gasto) dizem respeito à viagem: se o casal não tem passaporte e visto, precisa providenciar isso, além de reservar passagem de avião (essa sim é recomendável que seja feita com alguns meses de antecedência) e hotel.

No que diz respeito ao casamento em si, não é necessária tanta preocupação (além de ser muito mais acessível financeiramente do que um casamento no Brasil). O casal precisa apenas decidir em qual capela gostaria de realizar a celebração e personalizá-la de acordo com suas preferências (se quer Elvis Presley cover como ministrante, chegar na capela de limusine, realizar a cerimônia em português ou inglês, levar amigos e parentes ou então ter apenas o casal…). Tudo isso pode ser feito por conta própria facilmente, para quem tem conhecimento em inglês e gosta de fazer pesquisas em sites e redes sociais. Senão, uma pesquisa por empresas brasileiras deste ramo em Las Vegas pode te levar diretamente às pessoas que vão te facilitar esse processo.

O importante, ao decidir se casar em Las Vegas, é aproveitar a liberdade de poder fazer o que quiser (e vestir o que quiser) em seu casamento! Se existe um lugar no mundo que não vai julgar as suas escolhas, este lugar é Vegas.

Oportunidade de negócio? Pense em formas de atender esse público

Se você trabalha no setor de serviços de casamento, ou pensa em ingressar nesse ramo, é bom estar por dentro dessas tendências de casamento alternativo que ganham cada vez mais adeptos.

De que formas o seu negócio atual pode atender essa demanda tão diferente da tradicional?

Quem sabe não está aí um nicho que poderá te dar uma ideia de futuro empreendimento?

Esteja aberto a essa e outras tendências que a cada ano vão surgindo nesse mercado – que é tão cheio de oportunidades!

Gostou desse texto? Compartilhe com a gente as suas impressões sobre o assunto.

Deixe uma resposta