Cobrança abusiva: o que é e como não fazer na sua empresa

cobrança abusiva
4 minutos para ler

Para assegurar o crescimento e sustentabilidade do negócio, é necessário considerar várias estratégias de gestão e investimento planejado de recursos. Além disso, outro fator bastante importante está ligado à saúde financeira do seu empreendimento. Nesse sentido, os gestores devem saber como lidar com os principais problemas que prejudicam os lucros de um negócio, como é o caso do aumento da taxa de inadimplência nas atividades de vendas.

Se esse impasse não é devidamente controlado, pode haver uma série de malefícios que vão dificultar o desenvolvimento da empresa, como a ocorrência de saldos negativos ao fim de cada mês. No entanto, muitos empresários, por não conhecerem as técnicas de interação com o cliente, cometem um grave erro que é a cobrança abusiva, o que pode tornar a situação ainda mais danosa à instituição.

Dessa forma, para ajudá-lo nesse assunto, preparamos este artigo contendo as principais informações sobre como não cometer esse erro em seu negócio. Continue a leitura e fique por dentro de tudo!

O que é cobrança abusiva?

Como o próprio nome já sugere, a cobrança abusiva acontece quando a parte que detém o direito de receber um determinado crédito ou pendência utiliza de meios não legais para motivar o cliente a agir. Esses meios podem ser ligações excessivas, documentos de cobrança por correspondência que identifiquem na capa que o cliente está em débito com a empresa, divulgar a terceiros que o consumidor está em situação de inadimplência etc.

Dessa forma, convém dizer que embora a empresa possa ter algum sucesso ao realizar esses métodos de cobrança, não são atitudes recomendadas, pois podem gerar malefícios ao negócio, como o abalo da relação entre a empresa e o consumidor, bem como consequências legais devido ao acionamento judicial em busca de reparo. Nesse último caso, a corporação ainda pode ter que indenizar o cliente, ressarcir o dano causado e ter que pagar multas devido ao tipo de abuso que foi cometido.

Powered by Rock Convert

Como não fazer na sua empresa?

Agora que você tem uma noção do que é e por que não realizar cobrança abusiva, é necessário falar sobre como não cometer esse erro em seu negócio. A primeira dica é realizar ligações dentro do horário comercial. Isso por que quando as cobranças são feitas em horários inapropriados, a sua marca fica manchada devido à falta de profissionalismo em executar o serviço de comunicação com o cliente.

Outro ponto que não devem ser praticado é deixar recados com parentes ou pessoas do trabalho do inadimplente para obter um retorno mais rápido. Essa prática pode causar o constrangimento do cliente e, em consequência, a ruptura do relacionamento com a sua marca. Por isso, sempre destine mecanismos de comunicação diretamente ao consumidor.

Além disso, como já citado, é configurado como uma cobrança abusiva a ação de destacar externamente a situação de débito de uma pessoa em uma correspondência. Por isso, sempre que for utilizar esse meio de comunicação para dialogar com o cliente, não deixe explícito na capa externa do documento a identificação de inadimplência.

Portanto, essas foram as principais informações referentes ao conceito de cobrança abusiva e por que evitá-la na sua empresa. Vale destacar que é possível combater a inadimplência em seu negócio sem necessariamente utilizar práticas ilegais de cobrança, de modo a cultivar a relação entre sua marca e o consumidor.

Gostou do artigo? Então, assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as nossas atualizações sobre o mundo dos negócios!

Você também pode gostar

Deixe um comentário