Veja os cuidados que devem ser tomados ao negativar um cliente!

4 minutos para ler

Um dos recursos que serve para proteger os empresários e comerciantes de problemas ligados à inadimplência é negativar um cliente no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Nesse sentido, entidades como a CDL dispõem de um registro de consumidores que estão em débito com alguma instituição.

Esse cadastro pode ser acessado a qualquer momento pelos empresários e lojistas, o que permite a eles ter uma maior segurança na venda pelo crediário. Dessa forma, é possível comercializar os serviços tendo uma maior convicção de que não haverá problemas no pagamento.

Pensando nisso, preparamos este artigo contendo as principais informações sobre os pontos que devem ser seguidos ao lidar com esse tema. Acompanhe agora mesmo!

Tenha certeza ao negativar um cliente

Ao inserir um consumidor na lista de maus pagadores há uma maior pressão para que ele quite suas dívidas, pois esse procedimento faz com que o cliente enfrente grandes dificuldades relacionadas à obtenção de crédito, validação de financiamento, bem como empréstimos. Tendo isso em mente, percebe-se que negativar o nome de um consumidor é um processo que exige muita responsabilidade e deve ser realizado de maneira bastante cuidadosa.

Mande avisos de notificação

É necessário ressaltar a importância de realizar notificações que tenham por finalidade alertar o consumidor de que seu nome será inserido no SPC. Essa prática é considerada obrigatória pelas empresas e, se for realizado esse processo sem haver o prévio comunicado, a instituição poderá responder judicialmente pelo seu ato.

Por conta disso, é aconselhado enviar, ao menos, três avisos para que haja a confirmação de que a pessoa está ciente da situação. Para que isso seja realizado, há vários meios de comunicação que podem servir para entrar em contato com o cliente. Um dos exemplos é o envio de um SMS informando que o consumidor será registrado em um cadastro de débito com a empresa.

Espere 30 dias para a inclusão

Antes de mais nada, é preciso lembrar de que não existe um prazo mínimo para que a sua empresa insira um nome no SPC. Dessa forma, desde o momento no qual há a inadimplência, quando o cliente não quitou sua dívida no prazo previamente estabelecido, a empresa pode fazer a inserção do nome no cadastro. Mesmo assim, agir de forma precipitada certamente não vai trazer ganhos para nenhuma das partes.

Por isso, para que haja um melhor relacionamento com o seu cliente, uma das medidas de tratamento da inadimplência é dar mais um prazo, normalmente de 30 dias para que o consumidor tenha tempo para se regularizar com sua loja.

Fique atento ao prazo para acionar a justiça

Por fim, a empresa também precisa estar atenta ao prazo definido para acionar a justiça para que se possa reivindicar o direito de cobrar a dívida. Esse período corresponde a exatamente os 5 anos no qual o nome permanece fixado no cadastro de inadimplentes. Ter essa noção contribui para que os processos sejam realizados de forma legal e sem possíveis problemas com a justiça.

Portanto, essas foram as principais informações a respeito dos cuidados que devem ser tomados ao negativar um cliente. Vale ressaltar a grande vantagem que sua empresa garante ao contar com uma instituição preparada para auxiliar você nesses processos, como é o caso da CDL, que ajuda a simplificar as ações tomadas para esse tipo de situação, livrando sua empresa de problemas correspondentes à inadimplência.

Gostou do artigo e deseja saber mais sobre a CDL? Então, entre em contato conosco e converse com um de nossos consultores!

Você também pode gostar

Deixe um comentário